23 de fevereiro de 2014

Sete alimentos que os peritos disseram que eram maus para nós, mas que acabaram por ser saudáveis

Traduzido de Alternet
No futuro, quando andarmos por aí na biosfera nas nossas mochilas a jacto, comendo pacotes alimentares nutricionalmente completos, não teremos que preocupar-nos em saber quais os alimentos que nos vão matar e quais nos farão viver para sempre
Até então, teremos que julgar quais os títulos dos artigos sobre alimentos que devemos levar a sério e quais os que devem ser tomados com um grão de sal marinho não refinado e rico em minerais. Alta gordura ou baixa gordura? Alta proteína ou vegan? Se não confiamos no que o nosso corpo nos diz, temos que nos lembrar que a ciência da alimentação está sempre a evoluir. Caso em apreço: os sete alimentos abaixo são antigos. Mas deixaram de ser considerados saudáveis (há muito tempo) para ser considerados nocivos (na última geração ou duas) e de novo saudáveis, mesmo essenciais.