28 de fevereiro de 2015

9 coisas que você pensa que sabe sobre Jesus mas são mentira

Jesus, caso tenha existido, não terá sido um hippie de cabelos compridos e olhos azuis. Seria mais parecido com estes palestinianos atuais de Jenin.
Foto Damon Lynch, Salamfolio

Caso tenha havido um famoso pregador milagreiro chamado Joshua (Jesus) na Palestina do século primeiro (e na verdade muitos põem em dúvida a sua existência), sabemos praticamente nada sobre a sua vida, e muito do que pensamos que sabemos está errado.



Partilhar:

Feeds RSS

26 de fevereiro de 2015

Língua de palmo

Vou falar de um assunto em que não sou muito sabido. Mas tenho desculpas: uma, sou cliente e utilizador do serviço em causa desde pequenino e, com alguma sorte, até ao dia em que me for; duas, tenho visto sobre este assunto opinantes bem menos sabidos que eu.

Falo dos espasmos de revolta contra o Acordo Ortográfico e em suposta defesa da língua portuguesa que volta e meia abalam as redes sociais e a comunicação.



Partilhar:

Feeds RSS

15 de janeiro de 2015

Cuidado com as boas notícias...

Os preços dos combustíveis estão a descer, o que, aparentemente, é uma boa notícia. Até há esperanças de que isso ajude a tal famosa recuperação económica, mais esperada que a segunda vinda de Cristo. O nosso inadjetivável primeiro-ministro Pedro Passos Coelho até veio há um par de dias à TV inspirar-nos confiança.

Que o pior já tinha passado, que íamos poder aliviar um bocadinho os sacrifícios, na perspetiva, não de uns amanhãs soalheiros, mas talvez de um pouquinho só de nevoeiro matinal, sem chegar a bater o dente. Corações ao alto era, então, a mensagem.

Como não podia deixar de ser, oiço hoje na rádio uma notícia que fez desmoronar toda esta fantasia: o país está em recessão. Outra vez. Não há fim para o pesadelo.

E à noite encontro este artigo da Bloomberg, Os alarmes de recessão estão a soar ensurdecedores que dá conta que o perigo de recessão não é nacional, caseiro, é global. Diz o articulista que toda a gente tem estado a olhar para os preços do petróleo como uma iniciativa da Arábia Saudita, talvez a mando dos EUA, para prejudicar a Rússia, embora não faça muito sentido, pois prejudica igualmente a indústria petrolífera da América do Norte. Mas na verdade não é só o petróleo a baixar de preço. Todas as matérias-primas, as commodities, têm estado a afundar-se de forma dramática, como mostra o gráfico seguinte do mesmo artigo.



Partilhar:

Feeds RSS

18 de novembro de 2014

Conceitos da Internet e das redes sociais - Troll

Nesta série educativa, vou começar por uma entidade mais ou menos básica, o troll. Muitos o conhecem, mas estou a dirigir-me a um público português,  muitas vezes principiante nestas viagens, por isso o básico não deve ser desprezado.

O troll é uma criatura mitica, malévola, das lendas nórdicas, que ganhou assento, a partir do Senhor dos Anéis de Tolkien e doutras histórias, na ficção de fantasia moderna e nos cenários de jogos muito populares do tipo dungeons & dragons (masmorras & dragões)



Partilhar:

Feeds RSS

5 de outubro de 2014

Sou humanista

Mais que uma vez me defini como ateu, mas isso não chega. Diz apenas aquilo em que não acredito, nada afirma sobre aquilo em que em que eu creio. Mais importante para mim é a minha ética humanista, que eu procuro ter como guia das minhas ações. A forma mais simples de explicar o que é o humanismo é publicar aqui a Declaração de Amsterdão de 2002, saída do Congresso Humanista Internacional, promovido pela União Humanista e Ética Internacional:



Partilhar:

Feeds RSS

11 de setembro de 2014

O grelo, afinal, é uma grande planta

Se perguntarem à maioria das pessoas o que é o clítoris, quase todas dirão que se trata daquele botãozito engraçado ali à frente, debaixo do seu pequeno capuz, de onde espreita quando se entusiasma. Alguns dirão mesmo que esse botãozito tem a maior densidade de inervação de todo o corpo humano, homem ou mulher, e que também tem um corpito, assim como uma pilinha, até lhe chamam homenzinho. Quase ninguém dirá é que se trata de um órgão que, escondido, envolve toda a zona vaginal com um corpo cavernoso anular que se enche de sangue em ereção e ainda tem dois cornos projetados da frente até cada uma das virilhas.



Partilhar:

Feeds RSS

25 de março de 2014

Notas sobre a Ucrânia

Para ajudar a pensar sobre o que se passa na Ucrânia, vou juntar aqui algumas informações. Em primeiro lugar, convém não ver isto como um romance, com bons e maus. Há gente bem intencionada dos dois (ou mais) lados, há gente má e muito má dos dois (ou mais) lados. Dos dois lados, há também um espesso nevoeiro de propaganda, mais grosseira ou mais subtil, mas sempre muito eficiente. Há ódios velhos, motivados por crueldades que temos dificuldade em imaginar. Muitas vezes, a coisa mais sensata, quando não se pode saber o que se passou, é esperar para ver. Mas a História acontece, e como de costume o que acontece não é nada claro.



Partilhar:

Feeds RSS

13 de março de 2014

O Lápis Azul

Trailer do filme O Lápis Azul, de Rafael Antunes



Partilhar:

Feeds RSS

5 de março de 2014

Do bom selvagem...


A Guerra do Fogo, Jean-Jacques Annaud, 1981, Dailymotion

O bom selvagem não tinha uma vida fácil. Era naturalmente elegante, porque rapava fomeca de rabo.

A esperança de vida era curta. Sem Serviço Nacional de Saúde, qualquer lesão ou maleita era uma ameaça à sobrevivência. Lá para os 30 anos, se tivesse a sorte de lá chegar, estava feito um velho.



Partilhar:

Feeds RSS

3 de março de 2014

O que devemos aos escravos

A pessoa minimamente culta sabe sobre a escravatura que é largamente um horror do passado. Até aprendeu que o nosso país acabou com tal prática relativamente cedo entre os países europeus (mas não que a escravatura foi uma componente essencial dos glorificados Descobrimentos).

Hoje o arsenal de imagens de horror com que a escravatura nos dotou servem muitos fins polémicos mais ou menos fúteis, sempre que o exagero é o modo preferido. Mas a escravatura propriamente dita persistiu muito depois de ter sido oficialmente abolida e mantém ainda hoje muitos seres humanos sobre uma opressão extrema.



Partilhar:

Feeds RSS