18 de novembro de 2021

Alterações climáticas e pedofilia

Que tem um crime a ver com o outro? Eu já explico.

Em 2002, o nosso país foi abalado pelo escândalo da Casa Pia. Figuras públicas e mediáticas eram acusadas de abusar crianças do histórico orfanato. Entre o público, manifestou-se súbita indignação por esses crimes.

15 de novembro de 2021

A ciência romana estava em declínio?

Por Richard Carrier (excerto do seu novo livro)

Existe há muitos anos uma polémica em História, sobre o caráter progressivo ou decadente da Idade Média e sobre, por oposição, a presença ou não de espírito científico na Antiguidade Greco-Romana. São, em geral historiadores católicos quem doura a pílula da era medieval como época de progresso, e quem denigre a ciência da Antiguidade. Para esses autores, a Antiguidade não tinha noção dos instrumentos do progresso científico e foi o cristianismo o fator de desenvolvimento do pensamento científico, no fim da Idade Média. O que está ém jogo é considerar o cristianismo uma influência progressiva ou reacionária na História.

6 de novembro de 2021

História do Céu e do Inferno

Por Bart D. Ehrman

Os antigos Hebreus não acreditavam na vida depois da morte. Morria-se e pronto. Nada a fazer. Mas, por volta do século II AEC, inquietos sobre a injustiça da morte ser igual para todos, independentemente de serem justos ou maus, inventaram, no Livro de Daniel, a ideia do Apocalipse. O mundo era dominado por forças maléficas e por isso dominava a injustiça, Mas Deus viria em breve resolver a questão. Derrotaria as forças do mal, ressuscitaria os mortos e recompensaria os bons com o paraíso na Terra e castigaria os maus com a morte. Mas não se trata de almas, o paraíso seria na terra e as pessoas viveriam nos seus corpos, agora imortais. As ideias de Jesus são as mesmas: apocalipse, julgamento final, ressurreição dos mortos e reino de Deus na Terra.

Os gregos do tempo de Homero também não acreditavam na vida além da morte. Acreditavam no Hades, mas os habitantes do Hades eram sombras sem vida. Com Platão é que começou a ideia de que a alma era distinta do corpo e imortal. Com o tempo, essa ideia começou a evoluir para uma recompensa ou castigo das almas, nos Campos Elísios ou no Tártaro.